Home / Macetes para saber tudo sobre cavaquinho / Macetes para saber tudo sobre cavaquinho

Macetes para saber tudo sobre cavaquinho

Para quem adora uma boa música e gosta de saborear uma bonita sonoridade, o melhor é aprender a tocar o instrumento que é o responsável por essa sonoridade, e é o cavaquinho um instrumento bastante conhecido no Brasil.

O cavaquinho é muito popular e é um dos instrumentos mais conhecidos de cordas portugueses e também é o de mais reduzidas dimensões, pois tem cerca de 50 cm de comprimento e possui quatro cordas, mas existem alguns cavaquinhos com 6 ou 8 cordas, que são as cordas duplas.

A afinação que é mais utilizada em um cavaquinho é a “ré, sol, si, ré”, a partir da corda mais grossa que vai de 4,3,2,1. As cordas devem ser contadas de baixo para cima e o instrumento deve estar na posição em que se toca.

Mas o cavaquinho pode ser afinado de várias maneiras. Quem já iniciou no curso já aprende todas elas e já sabe qual a melhor maneira de afinar o instrumento conforme seu gosto e sua personalidade também. Mas vamos listar alguns macetes que podem ser usados por quem está descobrindo o mundo o cavaquinho.

 

Uma boa afinação para tocar cavaquinho

Como já vou falado no Brasil a afinação mais utilizada é a Re, sol, si, ré, pois ela é rica e possibilita ao musico fazer uma harmonia mais requintada e também favorece a formação dos acordes dissonantes.

Mas em todos os casos a afinação é um assunto que deve ser discutido no aprendizado dos instrumentos de cordas. Pois muitos gostariam de afinar um cavaquinho, porém é necessário possuir bom ouvido quando se usa um diapasão simples.

Mas é importante saber que qualquer que seja a afinação que você use, é muito importante que ela esteja na altura do diapasão em Lá com 440hz, pois é dessa forma que é estabelecido internacionalmente pelo Conselho de Londres.

No caso do cavaquinho existe um diapasão especial para afinar e ele possui 4 notas e a numeração é a que indica a corda. Porém é preciso soprá-lo enquanto aperta ou desaperta a corda do instrumento, fazendo até que o seu som iguale ao som do diapasão.

 

Sobre as cordas

É necessário entender a importância que a corda tem, antes de compra-la. A corda se movimenta lentamente e vai resultado em um som. Se você comprar uma corda de má qualidade seu trabalho vai ser prejudicado.

Infelizmente não há como saber apenas pela embalagem se acorda é de boa qualidade, pois é preciso tocá-la. E cada músico prefere uma sonoridade e somente ao comprar a corda e começar a tocar no seu cavaquinho é possível perceber se ela é boa.

Mas com o mercado vasto e com tantos revestimentos, fica mais difícil escolher

Entenda que não existe um tipo de correto de corda para cada ritmo, mas saiba que você pode conseguir fazer um som diferente com cordas de várias espessuras.  E se você prefere um som mais grave é indicado que compre cordas com mais grossas.

Porém se você prefere um som mais agudo, as cordas indicadas são mais finas. Essas variedades na espessura são mínimas e são difíceis de serem encontradas de uma marca para a outra.

A palheta

É um pequeno objeto com um formato vagamente triangular e é utilizado para friccionar as cordas do cavaquinho. É possível encontrar diversos formatos e espessuras.

Aqui você pode conhecer um pouco mais sobre como funciona o cavaquinho e aprendeu o básico sobre a afinação do instrumento musical que é sem dúvida muito importante para se tocar bem, e um iniciante deve aprender desde cedo a afinar seu instrumento.

No NOVO Curso Como Tocar Cavaquinho 3.0  você pode aprender perfeitamente como funciona o cavaquinho além de aprender a tocar e afinar perfeitamente.

Gostou? CLIQUE AQUI, para saber mais!

Sobre Genival Santos